quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Macada reunida!



E lá vai mais um king-kong meu, para a coleção de macacadas da aponeurótica.
Eu estava conversando com um amigo, professor de português, sobre a minha dificuldade com pessoas que escrevem em português de forma errada, e resolvi contar a ele um fato que aconteceu comigo:
Uma pessoa veio passar as férias aqui em casa, e um belo dia, eu e o João (Meu irmão) resolvemos dar aquele papo de "irmãos mais velhos", dizendo que é preciso estudar, ter objetivos... trálálá...
E como todo adolescente, essa pessoa virou pra gente e disse que estava muito bem na escola, que nós não precisávamos nos preocupar. (E ela ainda escondeu que tinha ficado de dependência em História!!!)
Ok! A conversa se estendeu até que o João resolveu fazer a seguinte pergunta para a pessoa:
Maria é bonita. Qual é o sujeito da frase?
A pessoa toda sorridente, respondeu:
Maria, né?!?! Dããã!
Eis que o João vira e pergunta: e o predicado?
A pessoa, não mais sorridente, responde:
Ah João, não me vem com essas perguntas difíceis!
Eu preciso dizer que o assunto acabou ali, e rolou uma pausa dramática daquelas?!?!
Enfim...
E eu lá, contando a história para o amigo professor de português, me achando a mega-ultra-power-foda por ter sacaneado a pessoa de férias na minha casa... E ele me propôs um desafio:

"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas / De um povo heróico o brado retumbante", passe o período para ORDEM DIRETA e me diga qual o SUJEITO.

Eu fui diminuindo, diminuindo... Comecei a ler... li mais uma vez... e outra...
E comecei... Quem ouviu?! Mas e o povo?! Que porra é essa de passar período para a ordem direta?! Quem foi o fdp da escreveu esse hino?! Pq eu fui tocar nesse assunto?! Será quem é "brado retumbante"? Mas o que é isso mesmo?!?!?!
Eu até pensei em recorrer ao Google, mas naquele momento não havia essa possibilidade.
Ele virou pra mim e disse: 
É fácil! (Me sacaneou!) É praticamente a mesma pergunta que você fez para a pessoa que passou as férias na sua casa.... (Me humilhou!)
Até que eu abaixo a cabeça, menor que uma formiga... e digo: eu não sei.
Afinal, naquela situação constrangedora, era melhor dizer que eu não sabia do que correr o risco de pagar um mico maior ainda!!!
Alguém sabe a resposta? Só pra eu me sentir mais péssima... rs

E lá vem a explicação dele...
A construção em ordem direta e mais objetiva, facilitaria a compreensão. A frase ficaria assim:

"As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico."

Ahhhhh... agora sim! É óbvio que o sujeito da frase é "As margens plácidas"! Eu disse pra ele...

Sabe o que ele me respondeu?!?! No maior tom "vou simplificar pra ela entender"...
Cada um no seu quadrado, Carol. Deixe os temperos pra quem cozinha, e a vassoura pra quem faxina!!!

Rolou uma pausa dramática... uma reflexão...
Ok! Eu nunca mais vou subestimar alguém só pq ela escreve "com migo", "disconto", "souteira", ou até mesmo "mereçe"... Ela certamente sabe muitas outras coisas, que eu jamais imaginei saber um dia.
É isso ai... vivendo, aprendendo e se fodendo!
Preciso dizer que ele está no meu hall de amigos prediletos, agora?!?!
Mindinha, Mindinha, Mindinha... rs

7 comentários:

Paulo Tamburro on 2 de dezembro de 2010 23:20 disse...

ANA CAROLINA.

PURQUE EÇA IMPLICANSIA SUA CUM QUEM ISCREVE, PURTUGUEIS ÉRRADO?

ANA,CADA CUAL NU SEU CUADRADO, E CUAL É O POBREMA?

OU GOSTO DE MORTANDELA,PIPINO,ALCACHOPA,TREISMOÇO COM CHOPI,SOU FRAMENGO E NAUM TENHO PRETENÇÃO DE SER INTELEQUETUALIZOIDE.

PÔ ANA, CE ÇEGURA. (RSRSRS).

UM ABRAÇÃO CARIOCA , E MORRI DE RIR COM SEU COMENTÁRIO NO MEU BLOG.

MUITO OBRIGADO !

Carol Maia on 3 de dezembro de 2010 00:37 disse...

uahuahuhauhauahuaha
Açim eu mi apaichono por voçê!
Esqueçe a Hindia e vem com migo!
uhauahuahuahuhauahuha

Maria Goreth on 3 de dezembro de 2010 01:00 disse...

Valeu Carol pela sua visita. Aproveitei para vir aqui conhecer o teu espaço. Gostei! Vou voltar mais vezes. Bjs

Dayane on 3 de dezembro de 2010 08:53 disse...

Amiga...
Eu tb ja paguei um king kong desse, minha sorte é que não tinha nenhum professor de português por perto...
kkkkk
Eu "si" divirto com seus textos!!! Incrivel como vc ainda nao é roteirista do Zorra Total!
BONINHOOOOOOOO Cade vc?????

Beijos minha flor

Carol Maia on 3 de dezembro de 2010 12:25 disse...

uahuahuahuahuahuahua
Dayane, a exagerada de São Paulo.
A próxima série da Globo!
uahuhauahuahuaua

Rubens Gualdieri on 3 de dezembro de 2010 13:41 disse...

Muito bom. Eu costumo dizer que, quando se trata da língua portuguesa, todos somos iguais a motoristas: sabemos operar o carro, mas não temos a mínima ideia de como ele REALMENTE funciona. Mas, vivendo e aprendendo, né? Ótimo texto e vou passar mais vezes por aqui

Daniel Savio on 4 de dezembro de 2010 12:07 disse...

Hua, kkk, ha, ha, parece pegadinha, não é?

Fique com Deua, menina Ana Carolina Maia.
Um abraço.

Postar um comentário

Macada reunida!


E lá vai mais um king-kong meu, para a coleção de macacadas da aponeurótica.
Eu estava conversando com um amigo, professor de português, sobre a minha dificuldade com pessoas que escrevem em português de forma errada, e resolvi contar a ele um fato que aconteceu comigo:
Uma pessoa veio passar as férias aqui em casa, e um belo dia, eu e o João (Meu irmão) resolvemos dar aquele papo de "irmãos mais velhos", dizendo que é preciso estudar, ter objetivos... trálálá...
E como todo adolescente, essa pessoa virou pra gente e disse que estava muito bem na escola, que nós não precisávamos nos preocupar. (E ela ainda escondeu que tinha ficado de dependência em História!!!)
Ok! A conversa se estendeu até que o João resolveu fazer a seguinte pergunta para a pessoa:
Maria é bonita. Qual é o sujeito da frase?
A pessoa toda sorridente, respondeu:
Maria, né?!?! Dããã!
Eis que o João vira e pergunta: e o predicado?
A pessoa, não mais sorridente, responde:
Ah João, não me vem com essas perguntas difíceis!
Eu preciso dizer que o assunto acabou ali, e rolou uma pausa dramática daquelas?!?!
Enfim...
E eu lá, contando a história para o amigo professor de português, me achando a mega-ultra-power-foda por ter sacaneado a pessoa de férias na minha casa... E ele me propôs um desafio:

"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas / De um povo heróico o brado retumbante", passe o período para ORDEM DIRETA e me diga qual o SUJEITO.

Eu fui diminuindo, diminuindo... Comecei a ler... li mais uma vez... e outra...
E comecei... Quem ouviu?! Mas e o povo?! Que porra é essa de passar período para a ordem direta?! Quem foi o fdp da escreveu esse hino?! Pq eu fui tocar nesse assunto?! Será quem é "brado retumbante"? Mas o que é isso mesmo?!?!?!
Eu até pensei em recorrer ao Google, mas naquele momento não havia essa possibilidade.
Ele virou pra mim e disse: 
É fácil! (Me sacaneou!) É praticamente a mesma pergunta que você fez para a pessoa que passou as férias na sua casa.... (Me humilhou!)
Até que eu abaixo a cabeça, menor que uma formiga... e digo: eu não sei.
Afinal, naquela situação constrangedora, era melhor dizer que eu não sabia do que correr o risco de pagar um mico maior ainda!!!
Alguém sabe a resposta? Só pra eu me sentir mais péssima... rs

E lá vem a explicação dele...
A construção em ordem direta e mais objetiva, facilitaria a compreensão. A frase ficaria assim:

"As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico."

Ahhhhh... agora sim! É óbvio que o sujeito da frase é "As margens plácidas"! Eu disse pra ele...

Sabe o que ele me respondeu?!?! No maior tom "vou simplificar pra ela entender"...
Cada um no seu quadrado, Carol. Deixe os temperos pra quem cozinha, e a vassoura pra quem faxina!!!

Rolou uma pausa dramática... uma reflexão...
Ok! Eu nunca mais vou subestimar alguém só pq ela escreve "com migo", "disconto", "souteira", ou até mesmo "mereçe"... Ela certamente sabe muitas outras coisas, que eu jamais imaginei saber um dia.
É isso ai... vivendo, aprendendo e se fodendo!
Preciso dizer que ele está no meu hall de amigos prediletos, agora?!?!
Mindinha, Mindinha, Mindinha... rs

7 comentários:



Paulo Tamburro disse...

ANA CAROLINA.

PURQUE EÇA IMPLICANSIA SUA CUM QUEM ISCREVE, PURTUGUEIS ÉRRADO?

ANA,CADA CUAL NU SEU CUADRADO, E CUAL É O POBREMA?

OU GOSTO DE MORTANDELA,PIPINO,ALCACHOPA,TREISMOÇO COM CHOPI,SOU FRAMENGO E NAUM TENHO PRETENÇÃO DE SER INTELEQUETUALIZOIDE.

PÔ ANA, CE ÇEGURA. (RSRSRS).

UM ABRAÇÃO CARIOCA , E MORRI DE RIR COM SEU COMENTÁRIO NO MEU BLOG.

MUITO OBRIGADO !

Carol Maia disse...

uahuahuhauhauahuaha
Açim eu mi apaichono por voçê!
Esqueçe a Hindia e vem com migo!
uhauahuahuahuhauahuha

Maria Goreth disse...

Valeu Carol pela sua visita. Aproveitei para vir aqui conhecer o teu espaço. Gostei! Vou voltar mais vezes. Bjs

Dayane disse...

Amiga...
Eu tb ja paguei um king kong desse, minha sorte é que não tinha nenhum professor de português por perto...
kkkkk
Eu "si" divirto com seus textos!!! Incrivel como vc ainda nao é roteirista do Zorra Total!
BONINHOOOOOOOO Cade vc?????

Beijos minha flor

Carol Maia disse...

uahuahuahuahuahuahua
Dayane, a exagerada de São Paulo.
A próxima série da Globo!
uahuhauahuahuaua

Rubens Gualdieri disse...

Muito bom. Eu costumo dizer que, quando se trata da língua portuguesa, todos somos iguais a motoristas: sabemos operar o carro, mas não temos a mínima ideia de como ele REALMENTE funciona. Mas, vivendo e aprendendo, né? Ótimo texto e vou passar mais vezes por aqui

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, parece pegadinha, não é?

Fique com Deua, menina Ana Carolina Maia.
Um abraço.

Postar um comentário

 

Copyright © 2008 Designed by SimplyWP | Made free by Scrapbooking Software | Bloggerized by Ipiet Notez | Distributed by Deluxe Templates