segunda-feira, 4 de abril de 2011

Ia me matar, mas desisti!


Terça passada, eu cometi uma gafe na prova de Organização do Sistema de Saúde (OSS) monstrenga.
Pra quem não sabe, eu tenho 3 tempos de OSS, logo depois de assistir 3 tempos de Epidemiologia, e que, por acaso, é com a mesma professora - aquela que eu pensei ser transexual.
Pra resumir tamanho martírio, as aulas de OSS já são monótonas, depois de 3 tempos seguidos de Epidemio, é humanamente impossível grandes produções. rsss... 
O fato é: depois de uma prova cansativa de Epidemio, eis que vem a de OSS e tinha uma questão de universalidade, e a anta aqui leu multicausalidade. Ok! É tudo "dade"... mas e daí?!?!
E daí, que eu saí da prova me sentindo a fodona... Gabaritei! rsss...
O problema, é que essa sensação só durou uns 30 minutos. Até que um anjo da minha turma veio me perguntar o que eu havia respondido na questão de universalidade.
- UNIVERSALIDADE?!?!?!?!?! (Sintam a minha face espantada...)
- Eu NÃO vi isso na prova!!! (Pausa dramática!!!)
- SIM, eu vi!!! (Brochei!!!)
- Como assim eu vi, e não vi?!?! (Eu me odeio!!!)
- Eu preciso de um trem! (Eu vou me matar!!!)
Nessa hora, o Carlos já me olhava com uma cara assustada, e eu me dei conta de que no meio da Av. Ayrton Senna, eu nunca iria conseguir me atirar na frente de um trem, afinal, eles não passam por lá!!! Humftzs!!!
Que sensação horrorosa!!! Vc sabe a matéria, gabaritaria a prova, e erra uma coisa dessas?!?! E mais, o exemplo definidor de universalidade é mil vezes mais simples que o de multicausalidade!!! (Qdo pensei nisso, me senti pior ainda)
Como eu pude fazer isso?! 
Que falta de atenção absurda!!! 
Que imbecilidade!!! 
Teve até gente (Não vou dizer que foi o Wagner, pq ele ficaria triste), que mandou eu deixar de ser sovina nerd! Sovinaaaaaaaaaaa??? Euuuuu??? ... ABSURDO!!!
Não, eu não sou sovina, e mto menos estou me matando por não ter gabaritado mais uma prova. O grande problema de disso tudo, foi a falta de atenção, a correria, na hora de fazer a prova. Isso sim, estava me consumindo. 
Quer mais um argumento, para que todos entendam de uma vez, pq eu fiquei tão arrasada?!?!?!
Uma questão, só uma... Aliás, metade de questão, tiraria a minha vaga de Consultora em Enfermagem, da Petrobrás, trabalhando 30 h/semanais, ganhando R$12mil/mês.
Sentiu o meu drama, né?!?!  HUM!!! Arrumaria um trem pra mim, caso fosse essa a questão?!?!?!


Hoje foi a revisão desta prova, e sabe qual foi a frase da professora pra mim, enquanto me entregava?!?!
- Se você não estivesse desatenta, teria gabaritado.
Teria querida, do verbo NÃO VOU MAIS! Ok! Não é verbo... mas quem se importa agora?!?!

Ahhh... e a minha nota foi 9! rs... 




3 comentários:

Mariana disse...

aahuahuahauhuahuahuahuahua.. só rindo com você Ana..
Acontece, antes na faculdade do que em um concurso publico =)

T@ti on 6 de abril de 2011 13:22 disse...

Mana........sou solidária com a sua dor!!! Distração é um problema sério! No último período da faculdade, numa prova com duas questões, cada uma valendo 5, o professor pediu que déssemos um exemplo ao termo “o fim justifica os meios” de Maquiavel. Eu, cheia de mim mesmo, falei sobre o assassinato de crianças deficientes pelos povos indígenas. Escrevi quase uma folha inteira. Era 10 na certa! Quando recebi a prova de volta estava escrito. Seu exemplo foi perfeito! Seria nota 10, se estivéssemos falando de aspectos culturais, mas esta prova é de História econômica!......como eu pode esquecer que era um exemplo econômico.......tive uma crise de choro dentro da sala de aula....quase morri!! Queria ser engolida por um tubarão!!!Fiquei de final no ultimo período da faculdade.....nunca tinha ficado de recuperação em nada na minha vida!!! Vc sabe o quanto eu sou chata quando o assunto é estudos!!.....mas isso é bom pra ficar mais esperta!!! Um bjão!!

Carol Maia on 6 de abril de 2011 23:52 disse...

Aiii... no último período é fódis! rsss
Fico mais tranquila com o seu eexemplo.
Saudades mana!!!

Postar um comentário

Ia me matar, mas desisti!

Terça passada, eu cometi uma gafe na prova de Organização do Sistema de Saúde (OSS) monstrenga.
Pra quem não sabe, eu tenho 3 tempos de OSS, logo depois de assistir 3 tempos de Epidemiologia, e que, por acaso, é com a mesma professora - aquela que eu pensei ser transexual.
Pra resumir tamanho martírio, as aulas de OSS já são monótonas, depois de 3 tempos seguidos de Epidemio, é humanamente impossível grandes produções. rsss... 
O fato é: depois de uma prova cansativa de Epidemio, eis que vem a de OSS e tinha uma questão de universalidade, e a anta aqui leu multicausalidade. Ok! É tudo "dade"... mas e daí?!?!
E daí, que eu saí da prova me sentindo a fodona... Gabaritei! rsss...
O problema, é que essa sensação só durou uns 30 minutos. Até que um anjo da minha turma veio me perguntar o que eu havia respondido na questão de universalidade.
- UNIVERSALIDADE?!?!?!?!?! (Sintam a minha face espantada...)
- Eu NÃO vi isso na prova!!! (Pausa dramática!!!)
- SIM, eu vi!!! (Brochei!!!)
- Como assim eu vi, e não vi?!?! (Eu me odeio!!!)
- Eu preciso de um trem! (Eu vou me matar!!!)
Nessa hora, o Carlos já me olhava com uma cara assustada, e eu me dei conta de que no meio da Av. Ayrton Senna, eu nunca iria conseguir me atirar na frente de um trem, afinal, eles não passam por lá!!! Humftzs!!!
Que sensação horrorosa!!! Vc sabe a matéria, gabaritaria a prova, e erra uma coisa dessas?!?! E mais, o exemplo definidor de universalidade é mil vezes mais simples que o de multicausalidade!!! (Qdo pensei nisso, me senti pior ainda)
Como eu pude fazer isso?! 
Que falta de atenção absurda!!! 
Que imbecilidade!!! 
Teve até gente (Não vou dizer que foi o Wagner, pq ele ficaria triste), que mandou eu deixar de ser sovina nerd! Sovinaaaaaaaaaaa??? Euuuuu??? ... ABSURDO!!!
Não, eu não sou sovina, e mto menos estou me matando por não ter gabaritado mais uma prova. O grande problema de disso tudo, foi a falta de atenção, a correria, na hora de fazer a prova. Isso sim, estava me consumindo. 
Quer mais um argumento, para que todos entendam de uma vez, pq eu fiquei tão arrasada?!?!?!
Uma questão, só uma... Aliás, metade de questão, tiraria a minha vaga de Consultora em Enfermagem, da Petrobrás, trabalhando 30 h/semanais, ganhando R$12mil/mês.
Sentiu o meu drama, né?!?!  HUM!!! Arrumaria um trem pra mim, caso fosse essa a questão?!?!?!


Hoje foi a revisão desta prova, e sabe qual foi a frase da professora pra mim, enquanto me entregava?!?!
- Se você não estivesse desatenta, teria gabaritado.
Teria querida, do verbo NÃO VOU MAIS! Ok! Não é verbo... mas quem se importa agora?!?!

Ahhh... e a minha nota foi 9! rs... 




3 comentários:



Mariana disse...

aahuahuahauhuahuahuahuahua.. só rindo com você Ana..
Acontece, antes na faculdade do que em um concurso publico =)

T@ti disse...

Mana........sou solidária com a sua dor!!! Distração é um problema sério! No último período da faculdade, numa prova com duas questões, cada uma valendo 5, o professor pediu que déssemos um exemplo ao termo “o fim justifica os meios” de Maquiavel. Eu, cheia de mim mesmo, falei sobre o assassinato de crianças deficientes pelos povos indígenas. Escrevi quase uma folha inteira. Era 10 na certa! Quando recebi a prova de volta estava escrito. Seu exemplo foi perfeito! Seria nota 10, se estivéssemos falando de aspectos culturais, mas esta prova é de História econômica!......como eu pode esquecer que era um exemplo econômico.......tive uma crise de choro dentro da sala de aula....quase morri!! Queria ser engolida por um tubarão!!!Fiquei de final no ultimo período da faculdade.....nunca tinha ficado de recuperação em nada na minha vida!!! Vc sabe o quanto eu sou chata quando o assunto é estudos!!.....mas isso é bom pra ficar mais esperta!!! Um bjão!!

Carol Maia disse...

Aiii... no último período é fódis! rsss
Fico mais tranquila com o seu eexemplo.
Saudades mana!!!

Postar um comentário

 

Copyright © 2008 Designed by SimplyWP | Made free by Scrapbooking Software | Bloggerized by Ipiet Notez | Distributed by Deluxe Templates